Home Eu quero participar!

Eu quero participar!

Conhece pessoas que anseiam por um Brasil melhor e uma sociedade mais justa? Está disposto a reunir esse pessoal e desafiá-los a colocar as mãos na massa e trabalhar por isso? Então encontrou o lugar certo! 🙂 Lhe daremos todas as orientações possíveis para iniciar a transformação em sua região!

Antes de começar, sugiro que dê uma passeada pelo site e leia sobre o projeto e a nossa missão. Te convido também a curtir a nossa página Facebook/OCoraçãoVermelho, ali será um importante canal para a comunicação de todos os envolvidos. Em seguida, dê uma olhadinha no vídeo que preparamos. Você poderá utilizá-lo também em suas redes. Perguntamos às crianças “Se pudesse melhorar o Brasil, o que você faria?” e elas responderam: O Coração Vermelho – Mudando o Brasil.

Pronto, feito isso, mãos a obra!

Em apenas 10 passos você saberá como começar:

1 – Reúna um grupo impulsionador – que pode ser formado por amigos, vizinhos, familiares, pessoas da igreja, professores ou uma mistura de todos esses – e juntos tracem um mapa da região em que irão atuar (que não deve ser muito grande inicialmente).

2 – Dividam este mapa em quadrantes e distribuam ao grupo. Cada responsável deverá percorrer todas as ruas deste quadrante anotando em seu mapa as ong’s, associações, creches, escolas, igrejas e iniciativas em geral (grupos que estão de alguma forma contribuindo com a sociedade). Busque também na internet algum contato que possa ter passado desapercebido por não ter placa na fachada.

3 – Depois de todas as iniciativas cadastradas, é hora de entrar em contato com cada uma delas. Este mesmo grupo deverá (num prazo estipulado) contatar o responsável de cada iniciativa e apresentar o desafio, que consiste em: “Deixar de lado as nossas diferenças e somar forças baseados naquilo que temos em comum: o anseio por uma sociedade mais justa e uma mundo melhor para os nossos filhos.” Sugerimos que busquem também parceria com a Subprefeitura e Polícia Militar responsáveis pela região demarcada.

4 – O responsável contatado não será obrigado a nada, mas se ele aceitar fazer parte desta ‘rede do bem’, receberá muitos benefícios, dentre eles, tornar as suas atividades conhecidas na região demarcada. Além disso, terá a oportunidade de divulgar as necessidades do seu grupo, como falta de voluntários, melhoria de espaço ou necessidades materiais. Sozinhos não somos tão fortes, há muita vantagem em se caminhar em grupo!

5 – Para este trabalho de divulgação na região, o grupo impulsionador poderá contar com os serviços das redes virtuais (Facebook/Instagram) e utilizar como foto de capa a arte que já está em nossa página (aqui), alterando apenas o nome da sua região. Exemplo: Crie uma página com a nossa foto de capa e perfil e coloque o nome de sua região: “O Coração Vermelho – Jardim Palmares (SP)”. Avise todos os grupos sobre esta página.  Sugerimos também um grupo no whatsapp para facilitar a comunicação dessa rede do bem.

6 – Outra maneira de trabalhar a divulgação dos serviços oferecidos em sua região pelas iniciativas cadastradas, é distribuindo folders (preparados pelo próprio grupo) nas empresas, comércios, igrejas e escolas das redondezas. Quem sabe imprimindo anúncios em saquinhos de pão e distribuindo nas padarias? Use a sua criatividade! Nossa ideia com este projeto é que o grupo impulsionador abrace as iniciativas já existentes em sua região, deem as mãos, somem forças, ajudem a suprir as deficiências e cubram os buracos ainda existentes.

7 – “Como assim cobrir os buracos?” Bem, após todos esse serviço de mapeamento, fortalecimento, contatos e divulgação, seu grupo certamente notará as deficiências da região. Quem sabe aulas de música? Ou reforço escolar? Talvez cursos profissionalizantes? Registre com o que descobriram.

8 – Agora é hora de juntos trabalhem para cobrir os ‘buracos’ identificados e, para isso, precisarão de algum espaço, mesmo que seja pequeno inicialmente. Não esperem grandes coisas para dar o start. Se o que tiver no momento for apenas uma cadeira e um violão, ótimo! Já é um grande passo! 🙂

9 – Com essa rede do bem formada, ligada e em comunicação, poderão fazer a troca de voluntários (a professora de ballet da ONG “x” poderá ajudar na igreja “y”). Busquem pessoas dispostas a oferecer o seu dom em prol da região. Elas existem aos montes (acredite!), vocês só precisam encontrá-las. Alguém que queira a cada 15 dias ajudar na limpeza da associação “x” é um grande achado! Abrace-a! Ou quem sabe um rapaz que ofereça 1 hora da sua semana para ajudar a organizar as doações da igreja “y”, que ótimo. Abrace-o! Veja com os voluntários encontrados que dia da semana podem oferecer uma horinha do seu serviço, montem uma grade, anunciem nas redes e mãos a obra!

10 – Construí uma coleção de livros infanto-juvenis que poderiam trabalhar em conjunto com este projeto, somando forças as atividades já desenvolvidas. O foco é a construção do caráter das crianças e adolescentes de hoje, com a esperança de um mundo melhor amanhã. Um destes livros já foi publicado “O Coração Vermelho”, que desenvolve os temas: egoísmo/compaixão – desigualdade e injustiça social. Tenho outros seis livros já escritos, mais ainda em busca de patrocínio para a publicação. Eles abordam os temas:

  • RESPEITO
  • CORRUPÇÃO
  • RELACIONAMENTOS
  • EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE
  • CIDADANIA
  • AMOR AO PRÓXIMO
  • ESCOLHAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Infelizmente não temos mais verba para a reimpressão do livro O Coração Vermelho, que já está se esgotando. Se você conhece alguma empresa disposta a patrocinar a publicação deste material, entrem em contato conosco! 🙂

E para finalizar, oferecemos ao seu grupo um material que poderá auxiliar no trabalho de apresentação deste projeto aos possíveis parceiros. Aqui está: projeto_ocv

 O grupo impulsionador citado no início será representante do projeto O Coração Vermelho em sua região, mas não terá obrigação nenhuma ou necessidade de se reportar a alguém. Será um braço totalmente independente! É importante lembrar que não estamos vinculados a nenhuma igreja ou partido político. Esta é apenas uma ação humanitária que brota do coração em busca de uma sociedade mais justa, um Brasil melhor. O amor de Deus é o que nos move. Apenas.